Hora certa:
 

Notícias

Infectologistas respondem as principais dúvidas sobre a vacinação contra o vírus Sars-CoV-2

Devo me vacinar mesmo após contrair o vírus? Posso tomar as doses da vacina em locais diferentes? Veja essas e outras respostas sobre o processo de imunização fornecidas por infectologistas do Iamspe - O Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual de São Paulo.

1. Quem contraiu a Covid-19 recentemente pode tomar a vacina?

SIM.
Entretanto, recomenda-se esperar ao menos 30 dias após término dos sintomas para que a infecção não atrapalhe a eficácia da vacina.

2. O pré-cadastro no site "Vacina Já" garante que eu serei convocado para tomar a vacina?

NÃO.
O "Vacina Já" somente agiliza o tempo de cadastro do paciente no momento da vacinação.

3. Quanto tempo após tomar a vacina eu estarei de fato protegido?

Para as vacinas utilizadas atualmente no Brasil — CoronaVac, do Instituto Butantan, e AstraZeneca, da Oxford — espera-se que a proteção efetiva ocorra após os 14 dias de vacinação da segunda dose.

4. Devo abandonar o uso das máscaras ou qualquer outro meio de proteção logo após tomar vacina?

NÃO.
O uso de máscara continuará fazendo parte da nossa rotina até quando houver imunidade coletiva.

5. Após quanto tempo depois de tomar a primeira dose eu poderei tomar a segunda?

Ao tomar a vacina CoronaVac, o indivíduo deve esperar entre 14 dias e 28 dias para receber a segunda dose. Para a vacina da AstraZeneca, de 4 a 12 semanas.

Vale lembrar que é preciso seguir a recomendação dos profissionais de retornar ao local de vacinação somente na data da segunda dose, marcada no comprovante de vacina.

6. Gestantes ou lactantes podem tomar a vacina?

Os estudos de liberação das vacinas contra a Covid-19 não foram realizados em gestantes ou lactantes originalmente. Portanto, ainda não há resposta concreta.

De acordo com o Ministério da Saúde "as mulheres, pertencentes a um dos grupos prioritários, que se apresentem nestas condições, a vacinação poderá ser realizada após avaliação cautelosa dos riscos e benefícios e com decisão compartilhada, entre a mulher e o médico prescritor."

Dessa forma, caberá aos envolvidos (profissional e paciente) avaliarem o risco de contágio versus o risco de efeitos colaterais durante a gestação.

7. Eu já contraí a Covid-19, mesmo assim devo tomar a vacina?

SIM.
Apesar de ser incomum, em 1% dos pacientes que já tiveram infecção pela Covid-19, pode haver nova infecção e apenas a vacina conseguirá dar proteção eficaz contra o vírus.

8. Quais reações a vacina pode causar no organismo?

A reação principal da vacina é a proteção, conseguida por meio da produção de memória imunológica pelos componentes da vacina.

Do ponto de vista de efeitos adversos as vacinas CoronaVac e AstraZeneca têm reações que podem durar de 24h a 48h e geralmente melhoram com analgésico comum. Alguns deles são:

•Cefaleia
• Náuseas
• Diarreia
• Dor no local da aplicação
• Febre

9. Existe uma vacina melhor que a outra? Qual a diferença de resultados entre elas?

Todas as vacinas liberadas para uso só conseguem aprovação se tiverem o mínimo de proteção necessária para evitar infecções pela Covid-19 e as únicas diferenças entre elas são em relação à quantidade de efeitos adversos, número de doses e o tipo de vacina.

10. Quais documentos são obrigatórios apresentar no dia da vacinação?

Para o Estado de São Paulo, recomenda-se realizar o pré-cadastro no site "VacinaJá", além de apresentar obrigatoriamente, no dia da vacinação, um documento com foto, CPF e número do cartão do SUS.

Confira a relação de documentos obrigatórios para o seu estado.

11. O que significa a taxa de eficácia divulgada pelas farmacêuticas fabricantes das vacinas?

A taxa de eficácia é o quanto a vacina protege contra uma infecção.

Quando se fala em eficácia global quer dizer o quanto a vacina protege o indivíduo do vírus. Essa porcentagem pode ainda ajudar a definir quanto da população deveria ser vacinada para evitar novas transmissões.

12. Quem faz uso de medicamentos controlados pode tomar a vacina normalmente?

SIM.
Não há contraindicação ao uso das vacinas disponibilizadas atualmente no país em combinação com medicamentos controlados.

13. Se eu demorar para tomar a segunda dose mais do que o recomendado, é possível que a imunidade se perca?

Recomenda-se tomar a vacina dentro do intervalo proposto pelo fabricante a fim de garantir a eficácia da vacina.

14. Qual a diferença entre as vacinas aprovadas? Principalmente referente às reações adversas de cada uma.

A vacina AstraZeneca tem eficácia geral descrita de 82%, porém variam de acordo com a idade e as populações diferentes, podendo ser menor em alguns grupos e maior em outros.

Já a CoronaVac tem eficácia geral de 50.38%.

Em relação aos efeitos adversos, as duas vacinas apresentam resultados muito semelhantes, tendo discreto aumento de reações adversas na vacina da AstraZeneca em relação à CoronaVac.

15. Posso tomar a primeira dose da vacina AstraZeneca e a segunda da CoronaVac?

NÃO.
Ainda não há segurança para dizer que as vacinas se complementam.

16. Tomei a primeira dose num determinado lugar. Posso tomar a segunda em outro lugar?

PREFERENCIALMENTE NÃO.
A recomendação neste momento é que se retorne ao mesmo local da primeira dose — salvo em caso de troca de Estado.

17. Existem exames que comprovam a presença de anticorpos contra a Covid-19 após a vacinação? Se sim, quais são?

Existe um exame chamado pesquisa de anticorpos neutralizantes, que poderia avaliar proteção pós-vacina, porém está em fase de avaliação. 












Fechar


SnifBrasil é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifBrasil é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifbrasil.com.br.
Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifBrasil, pelo e-mail suporte@snifbrasil.com.br

Seu IP: 18.206.177.17 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)