Hora certa:
 

Notícias

Boehringer Ingelheim vê momento positivo para os negócios, apesar do impacto da COVID-19

Com o objetivo de apresentar ao mercado medicamentos e terapias inovadoras para necessidades médicas não atendidas, em 2020, a Boehringer Ingelheim aumentou os investimentos em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D). Os esforços tiveram como foco acelerar estudos com potenciais terapias relacionadas à COVID-19. No último ano, ao todo, a empresa aportou 3,7 bilhões de euros em P&D, 7% a mais do que previsto. Isso representa o maior investimento anual na área, nos 136 anos de história da biofarmacêutica em pesquisa.

"Começamos estudar potenciais tratamentos contra a COVID-19 logo no início do primeiro trimestre de 2020, reconhecendo esta necessidade urgente. Ao lado de muitos parceiros em todo o mundo, este trabalho está em andamento para ajudarmos futuramente pacientes infectados com o vírus. Nossos colaboradores têm feito um ótimo trabalho para se certificar de que nossos medicamentos continuem chegando a pacientes e animais e que os profissionais de saúde recebam o apoio que precisam. Nossas conquistas desse ano são resultado desse esforço", revela Hubertus von Baumbach, Presidente do Conselho de Administração da Boehringer Ingelheim.

Com base no conhecimento em diversas áreas terapêuticas, como as de doenças respiratórias e virologia, a Boehringer está envolvida em vários projetos que visam encontrar soluções para tratar a COVID-19. Em dezembro de 2020, a empresa anunciou a parceria com o Hospital Universitário de Cologne, Universidade de Marbur e o Centro Alemão de Pesquisas de Infecções para iniciar a investigação clínica de Fase I/IIa de um anticorpo que neutraliza o SARS-CoV-2 como uma nova opção terapêutica e profilática em potencial para reduzir o risco potencial e os efeitos de uma infecção pelo novo coronavírus. Outras iniciativas também incluem a pesquisa e o desenvolvimento de anticorpos SARS-CoV-2, que podem neutralizar o vírus e pequenas moléculas para inibir sua replicação, e o desenvolvimento de uma terapia para prevenir a microcoagulação (coágulos sanguíneos).

Desempenho sólido em 2020

Apesar dos efeitos da pandemia globalmente, o ano de 2020 foi um bom ano para Boehringer Ingelheim. Todos os negócios contribuíram positivamente para as vendas líquidas e receita operacional. A empresa registrou vendas líquidas de 19,57 bilhões de euros, um aumento de 3% em relação ao ano anterior. Os ventos contrários de moeda estrangeira tiveram um impacto considerável; ajustadas para efeitos cambiais, as vendas líquidas aumentaram 5,6% ano a ano.

Ênfase no crescimento rentável e na proteção da liquidez

A receita operacional no nível do Grupo subiu para 4,62 bilhões de euros (2019: 3,78 bilhões de euros). Ganhos pontuais de desinvestimentos apoiaram a receita operacional. A renda após os impostos teve um aumento de 12,5% ano após ano para 3,06 bilhões de euros (2019: 2,72 bilhões de euros). O fluxo de caixa das atividades operacionais aumentou 619 milhões de euros para 3,96 bilhões de euros (2019: 3,34 bilhões). No final de 2020, o índice de patrimônio líquido era de 47% (2019: 44%).

"Estamos satisfeitos com os resultados alcançados em 2020, considerando as condições desafiadoras que enfrentamos", enfatiza Michael Schmelmer, Membro do Conselho de Administração e responsável pelas Finanças e Funções do Grupo. "Cumprimos nossas ambiciosas metas, tanto em termos de nossa contribuição para o bem-estar de humanos e animais, quanto em nosso desempenho empresarial. Isso nos permite continuar a investir ainda mais em P&D, bem como nas oportunidades de longo prazo que identificamos, principalmente nas áreas de tecnologias digitais e de dados, oncologia e doenças infecciosas. "

Elevados investimentos contínuos em ativos tangíveis

A empresa investiu 1,05 bilhões de euros (2019: 1,07 bilhões de euros) em ativos tangíveis em 2020, incluindo a instalação de produção em grande escala de produtos biofarmacêuticos (LSCC em Viena, Áustria, e o novo centro de desenvolvimento de medicamentos biofarmacêuticos em Biberach, Alemanha). Os gastos em ativos tangíveis diminuíram ligeiramente em comparação com o recorde histórico de 2019 devido ao atraso parcial das obras causado pela COVID-19.

A Boehringer Ingelheim concluiu várias aquisições em 2020, para expandir seletivamente seu portfólio. Em julho, a empresa anunciou a aquisição da Global Stem cell Technology (GST), empresa belga de biotecnologia veterinária. A aquisição tem como objetivo desenvolver produtos à base de células-tronco de última geração para cavalos e animais de pequeno porte. Em setembro, a Boehringer também adquiriu participação acionária no New Ruipeng Group, com sede na China, uma empresa especializada na prestação de serviços médicos para animais de companhia.

Já em dezembro, a empresa anunciou a aquisição de todas as ações da NBE-Therapeutics, uma companhia suíça de biotecnologia com foco em anticorpos monoclonais e no avanço de terapias direcionadas ao câncer, derivadas de sua plataforma imunoestimulante iADC™. Esta aquisição está alinhada aos objetivos da companhia de desenvolver terapias inovadoras a pacientes com tumores sólidos de difícil tratamento como parte do portfólio oncológico da empresa.

Saúde Humana 

Com 14,42 bilhões de euros, as vendas líquidas de produtos farmacêuticos humanos cresceram fortemente em 5,8% (ano a ano e ajustado para efeitos cambiais) e representaram 74% das vendas líquidas totais. Todas as regiões contribuíram com esse forte resultado. Os Estados Unidos continua sendo o maior mercado para a Boehringer Ingelheim a receita regional mais altas no negócio de Saúde Humana. A companhia gerou vendas líquidas de 5,66 bilhões de euros nos Estados Unidos, chegando a 3,4% (ano a ano e ajustado para efeitos cambiais).

Na região da EUCAN (Europa, Canadá, Austrália e Nova Zelândia), as vendas líquidas aumentaram 6,0% (ano a ano e ajustado para efeitos cambiais) para 4,59 bilhões de euros.

Nos Mercados Emergentes, incluindo a China e o Brasil, a Boehringer registrou vendas líquidas de 2,75 bilhões de euros, um aumento de 10,4% (ano a ano e ajustado para efeitos cambiais). No Japão, as vendas líquidas aumentaram 6,2% (ano a ano e ajustadas pelos efeitos cambiais) para 1,25 bilhão de euros.

Medicamentos para o tratamento de doenças cardiovasculares e metabólicas, assim como doenças respiratórias, continuam sendo os contribuintes mais importantes para as vendas líquidas. JARDIANCE®, um medicamento indicado para pacientes adultos com diabetes tipo 2, continua sendo o maior impulsionador de receita, gerando vendas líquidas de 2,48 bilhões de euros (2019: 2,15 bilhões de euros).

OFEV® - medicamento para o tratamento de pacientes com fibrose pulmonar idiopática (FPI), doença pulmonar intersticial associada à esclerose sistêmica e, em alguns países, outras doenças pulmonares intersticiais crônicas fibrosantes com fenótipo progressivo - gerou vendas líquidas de 2,06 bilhões de euros e teve um crescimento de 41% (ano a ano e ajustado para efeitos cambiais) (2019: 1,49 bilhões de euros).

Os investimentos em P&D em Saúde Humana totalizaram 3,28 bilhões de euros ou 22,8% das vendas líquidas. Existem cerca de 100 projetos em todas as fases do processo de pesquisa. A meta é que 75% desses projetos sejam a primeira molécula de sua classe de princípios ativos ou em uma nova área terapêutica. Mais de 50% delas têm potencial de descoberta. O foco de P&D em Saúde Humana está em doenças cardiovasculares e metabólicas, oncologia, respiratória, imunologia, doenças do sistema nervoso central e saúde retinal.
Saúde Animal - Forte desempenho em um mercado altamente competitivo
A
Boehringer Saúde Animal é um dos maiores fornecedores de vacinas e medicamentos veterinários e tem forte presença nos segmentos de gado e animais de companhia. Em 2020, a divisão apresentou um forte desempenho em um mercado altamente competitivo e cresceu 5% (ano a ano e ajustado para efeitos cambiais), com vendas líquidas de 4,12 bilhões de euros. Os segmentos de antiparasitários para suínos e animais de companhia, em particular, desenvolveram-se com sucesso e superaram as expectativas. Em 2020, a diminuição da incidência da peste suína africana na China teve efeito rebote no segmento.

Como resultado, a vacina suína INGELVAC CIRCOFLEX® registrou um forte aumento de 14,9% nas vendas líquidas (ano a ano e ajustada para efeitos cambiais) para 264 milhões de euros (2019: 238 milhões de euros). O parasiticida NEXGARD® para cães manteve-se como o produto mais vendido, com um crescimento de 12% (ano a ano e ajustado pelos efeitos cambiais) e vendas líquidas de 804 milhões de euros.
Fabricação por contrato biofarmacêutico - um dos fornecedores líderes na indústria

A companhia é uma das principais fabricantes de produtos biofarmacêuticos, tanto para seu próprio portfólio quanto para parceiros da indústria. 60% das 20 maiores empresas farmacêuticas e de biotecnologia inovadoras são clientes do negócio de Fabricação por Contrato Biofarmacêutico da Boehringer Ingelheim, conhecido sob a marca Boehringer Ingelheim BioXcellenceTM. O negócio biofarmacêutico alcançou vendas líquidas de 837 milhões de euros em 2020, um aumento de 6,6% (ano a ano e ajustado para efeitos cambiais).

Perspectivas para 2021

A Boehringer Ingelheim espera um rápido aumento ano a ano nas vendas líquidas em uma base comparável
A atual pandemia de COVID-19 e um cenário mais desafiador - devido a pressão pelo aumento de preços em vários mercados importantes - podem impactar os resultados da Boehringer Ingelheim em 2021. Presumindo que as vacinas aprovadas e outros medicamentos, que estão em processo de aprovação, ajudem a conter a pandemia de COVID-19, a empresa espera um forte crescimento geral do mercado de medicamentos prescritos. Para 2021, a Boehringer Ingelheim espera alcançar um ligeiro aumento ano a ano nas vendas líquidas em uma base comparável.

Material fornecido integralmemte pela Boehringer Ingelheim












Fechar


SnifBrasil é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifBrasil é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifbrasil.com.br.
Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifBrasil, pelo e-mail suporte@snifbrasil.com.br

Seu IP: 18.206.177.17 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)