Hora certa:
 

Colunas

Como líderes podem promover um local de trabalho mais inclusivo

As empresas estão cada vez mais contando com equipes diversas para impulsionar o crescimento, a inovação e a retenção de talentos. Segundo relatório da Deloitte, 80% dos gestores e executivos de RH consideram a diversidade e a inclusão como vantagens competitivas para os negócios.

No entanto, alcançar um local de trabalho verdadeiramente inclusivo requer esforço da liderança e uma cultura forte. Pensando nisso, é possível destacar três técnicas e ideias que podem auxiliar o desenvolvimento de um local de trabalho baseado em uma gestão inclusiva.

Inclusão: um projeto para toda a empresa

O conceito de inclusão tem muitas vertentes e é mais complexo que a diversidade. Implica aceitar as pessoas como elas são, ter uma mente aberta e incluir de verdade os colaboradores em todas as situações.

Em uma empresa inclusiva, o tema é rotineiramente discutido pela alta liderança. Há também processos seletivos sem vieses e espaços seguros para que as pessoas possam se expressar livremente. Além disso, todos os colaboradores devem fazer parte desse processo.

Tudo isso depende de uma gestão comprometida, cujo engajamento é fundamental para concretizar esses princípios e desfazer os preconceitos e medos que permeiam os negócios.

Líderes inclusivos, os motores da mudança e inclusão

Embora a inclusão seja um assunto de todos, os líderes e gestores desempenham um papel fundamental em seu sucesso. Um ambiente onde todos são tratados igualmente e podem ser quem são é criado pela atmosfera da companhia como um todo e também por gestores inclusivos que aproveitam sua posição privilegiada para empoderar a equipe.

Eles incentivam a participação de todos os membros do time, incluindo aqueles que normalmente são mais quietos. Superar preconceitos pessoais e estereótipos corporativos é essencial para uma liderança inclusiva.

Liderar pelo exemplo é o método mais eficaz para promover um ambiente mais acolhedor. Sendo uma forte alavanca de competitividade das companhias, um excelente gestor irá inspirar confiança e motivar os colaboradores a seguir um caminho mais inclusivo.

Criatividade e crescimento

Uma organização pode se beneficiar muito com a promoção da diversidade. Segundo estudos como o da Deloitte, uma política inclusiva pode resultar em até 30% a mais de receita por funcionário. E há outras vantagens também. A inclusão desempenha um papel significativo na atração, retenção e lealdade dos colaboradores.

Nossa compreensão e relação com o trabalho precisa ser continuada e sempre atualizada de acordo com as mudanças tecnológicas e sociais. No entanto, para atender às demandas de um mercado cada vez mais competitivo, as empresas precisam ter a empatia, paixão e criatividade de todos os seus colaboradores, bem como uma administração dedicada de seus líderes.

Felizitas Lichtenberg é head global de diversidade e inclusão da SumUp.

 












Fechar


SnifBrasil é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifBrasil é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifbrasil.com.br.
Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifBrasil, pelo e-mail suporte@snifbrasil.com.br

Seu IP: 44.197.101.251 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)