Hora certa:
 

Notícias

Hypera traz esclarecimentos de especialista sobre o ibuprofeno e a Covid-19

Diante de tantas informações controversas e fake news relacionadas à pandemia causada pelo novo coronavírus e a molécula ibuprofeno, a médica especialista em dor, Denise Katz, selecionou 7 principais dúvidas para desmistificar o tema. Confira:

1) É prejudicial tomar Ibuprofeno em suspeita de coronavírus (Covid-19)?

É muito importante consultar o seu médico, ou profissional da saúde, antes de tomar qualquer medicação. O ibuprofeno é um medicamento mundialmente utilizado para tratar febre e dor, em adultos e crianças, independente de prescrição médica. Estes são sintomas presentes na Covid-19, desde o início da doença. 

Em março deste ano, a revista científica The Lancet publicou um estudo no qual se discute as complicações pulmonares da Covid-19 em pacientes graves. No texto, a molécula ibuprofeno é citada como exemplo de AINE (anti-inflamatórios não esteroides), sem que o artigo faça qualquer recomendação relacionada ao ibuprofeno especificamente. Não há até a presente data nenhum estudo clínico avaliando o uso de ibuprofeno na Covid-19 ou seu papel em qualquer piora da doença. 

2) Qual o posicionamento da OMS e Anvisa sobre a utilização de Ibuprofeno nos casos de Covid-19? 

Autoridades de saúde como a OMS¹, o Ministério da Saúde e a ANVISA adotaram uma posição neutra com relação ao tema. Os órgãos alegam que não há nenhum estudo clínico avaliando qualquer efeito maléfico do ibuprofeno na Covid-19, e deixam a critério do médico a escolha na indicação da prescrição de analgésicos na Covid-19.

3) Tomar ibuprofeno pode mascarar sintomas do coronavírus (Covid-19)?

De forma alguma. O ibuprofeno não mascara sintomas, mas, assim como outros analgésicos, ajuda a controlar a febre e as dores, que são os principais sintomas da Covid-19.

4) Existe alguma correlação entre tomar ibuprofeno e contrair coronavírus (Covid-19)?

Não, não existem evidências científicas sobre a correlação entre o uso de ibuprofeno e a transmissão ou infecção pelo Coronavírus (Covid-19). Os critérios de contágio estabelecidos são: contato próximo com paciente infectado (sintomático ou não), por meio de toque do aperto de mão, gotículas respiratórias e de saliva, espirro, tosse, catarro, objetivos ou superfícies contaminadas, como celulares, mesas, maçanetas, brinquedos, teclados de computador, etc. O vírus pode sobreviver por várias horas nestes locais. Devido à falta de imunidade para o novo coronavírus, todos estamos suscetíveis a contraí-lo. 

5) Existe alguma correlação entre tomar ibuprofeno e o agravamento dos casos de coronavírus (Covid-19)?

Não existem evidências científicas a respeito de qualquer medicação que possa ter relação com o agravamento do quadro clínico de Covid-19 nos pacientes infectados, incluindo ibuprofeno. Apenas se sabe que algumas doenças crônicas, e também pacientes acima de 60 anos, apresentam uma maior incidência de agravamento do quadro clínico e também maior taxa de letalidade.

6) O ibuprofeno é seguro para uso em crianças no tratamento dos sintomas do coronavírus (Covid-19)?

Não existem evidências científicas a respeito de qualquer agravamento da infecção causada pelo Covid-19 em crianças pelo uso de ibuprofeno. Até o momento são poucos os estudos sobre o coronavírus em crianças, pois a maioria não desenvolve o quadro clínico, menos ainda quadros graves. De qualquer forma, os pais devem estar atentos aos sintomas, seguindo as instruções de idade e dosagem vigentes da bula dos medicamentos, e também conversar com seus médicos, pediatras e profissionais da saúde sobre quaisquer dúvidas para tratamentos. 

7) Quais as principais indicações do Ibuprofeno? Essa molécula é segura?

O ibuprofeno é a molécula mais estudada da classe dos AINEs (anti-inflamatórios não esteroides) há 60 anos, e tem o maior número de artigos científicos publicados nessa classe. Sua ação é predominantemente analgésica quando utilizado em determinadas doses, e é mundialmente considerado a molécula mais segura (junto com o naproxeno) para o tratamento de febre e dores em geral, tais como cefaleia, dores musculares, dismenorreia etc.

Referências consultadas

¹- https://twitter.com/WHO/status/1240409217997189128
²-http://portal.anvisa.gov.br/noticias?p_p_id=101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU&p_p_col_id=column-2&p_p_col_pos=1&p_p_col_count=2&_101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU_groupId=219201&_101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU_urlTitle=uso-de-ibuprofeno-em-pacientes-com-Covid-19-saiba-mais&_101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU_struts_action=%2Fasset_publisher%2Fview_content&_101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU_assetEntryId=5823017&_101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU_type=content
³- https://www.saude.gov.br/images/pdf/2020/April/02/Nota-Informativa-n-1-GAB-SCTIE-MS.pdf












Fechar


SnifBrasil é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifBrasil é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifbrasil.com.br.
Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifBrasil, pelo e-mail suporte@snifbrasil.com.br

Seu IP: 44.200.30.73 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)