Hora certa:
 

Notícias

União Química institui Conselho de Administração

Com faturamento em 2021 na casa dos R?4 bilhões, a União Química, farmacêutica que possui um dos maiores parques industriais do Brasil, está cada vez mais atenta à perenidade do negócio e a implantação de melhores práticas de governança. Essas foram algumas das motivações para a companhia instituir um Conselho de Administração formado por 4 membros externos e 3 executivos da empresa, dentre os quais três mulheres -- tendo a executiva Paula Melo como presidente a partir de junho de 2022.

"Ter um Conselho de Administração era um caminho natural para a União Química. Temos um negócio próspero e queremos manter a saúde dele com um olhar cada vez mais plural e estratégico, trabalhando hoje, visando a evolução do futuro. E, ter como presidente do Conselho, uma executiva que tem se destacado em desempenho e projetos dentro da nossa companhia é motivo de muito orgulho para todos nós", explica Fernando Marques, presidente da companhia.

Entre as atribuições do conselho está manter o posicionamento estratégico do negócio, alinhando as tomadas de decisões, investimentos e próximos passos com aspectos importantes, como zelo por sua perenidade, garantia de boas práticas de governança corporativa e a proteção do patrimônio. "Queremos ser cada vez mais assertivos em nossas estratégias de negócios para que a União Química continue como uma referência positiva no setor industrial brasileiro", reforça o presidente.

Com funções normativas, consultivas e de orientação da companhia, o Conselho de Administração é um órgão superior que permite que as decisões relevantes para a estratégia de crescimento e orientação geral dos negócios da companhia, sejam tomadas de forma coletiva. "A diversidade e a alta qualificação dos integrantes do grupo traz um olhar ainda mais amplo sobre o negócio e suas possibilidades, gerando assim grandes oportunidades internas e externas para a empresa", complementa Marques.

A escolha de Paula Melo, atual vice-presidente de Inovação, Qualidade e Assuntos Regulatórios da União Química, também foi uma tomada de decisão estratégica já que a companhia estabelece como conceito fundamental para sua atuação, as diretrizes regulatórias. "Será um grande desafio ocupar esta posição, mas tenho certeza que, em parceria com os demais conselheiros, seguiremos em uma jornada consistente e sustentável para o negócio gerando ainda mais valor para a companhia", destaca a executiva.

José Luiz Junqueira, vice-presidente executivo da União Química, Miguel Giudicissi Filho, diretor científico da farmacêutica, Úrsula Favale, diretora de compras da empresa, Roberto Cornette Marques, marketing da União Química, Victor Mezei, conselheiro independente e Dorothea Werneck, conselheira independente e ex-ministra do Trabalho.

O alto escalão da farmacêutica se reunirá uma vez ao mês para as tomadas de decisões, e todos os integrantes terão voto com o mesmo peso. Nos casos de empate, o voto de minerva caberá à presidente.
 

 












Fechar


SnifBrasil é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifBrasil é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifbrasil.com.br.
Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifBrasil, pelo e-mail suporte@snifbrasil.com.br

Seu IP: 44.200.30.73 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)