Hora certa:
 

Notícias

Mais de 72 mil novos casos de câncer de próstata por ano alertam população masculina durante o Novembro Azul

O alerta do Instituto Nacional do Câncer (INCA) que aponta uma estimativa de mais 72 mil novos casos de câncer de próstata por ano no Brasil para o período de 2023 a 2025, aumenta a importância do Novembro Azul para a saúde do homem no Brasil. O aumento é de 8,5% em relação à estimativa anterior, de quase 66 mil casos por ano no país. 

A campanha trabalha para conscientizar os homens e suas famílias sobre a importância de cuidar da saúde, consultar um médico regularmente e realizar exames preventivos, como o de toque retal e o de dosagem do PSA (antígeno prostático específico). O Novembro Azul também busca quebrar tabus e conscientizar a população masculina de que os cuidados com a saúde devem ser colocados acima de preconceitos.

“Muitos homens ainda precisam ser conscientizados sobre a necessidade da rotina para cuidar da saúde e observar os sinais do próprio corpo. Além do câncer de próstata, o Novembro Azul também aborda outros aspectos da saúde do homem, como a importância de adotar hábitos saudáveis, fazer atividade física regularmente, manter o peso adequado, identificar e tratar adequadamente a hipertensão, diabetes e problemas de colesterol, diminuir o consumo de álcool e não fumar”, explica o urologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, Dr. Adriano Pinto.

A saúde do homem no Brasil é um tema que merece atenção, pois os homens costumam ter uma menor expectativa de vida do que as mulheres, além de apresentarem maior incidência de doenças. Dentre os principais problemas de saúde masculina no Brasil, podemos destacar:

Câncer de próstata: É o tipo de câncer mais comum entre os homens brasileiros, excetuando-se o câncer de pele não melanoma, e o segundo que mais mata, ficando atrás apenas do câncer de pulmão. De 2019 a 2021, foram registrados mais de 47 mil óbitos em razão do câncer de próstata, sendo que em 2021, foram registradas 16.055 mortes, o que corresponde a cerca de 44 mortes por dia. 

Doenças cardiovasculares: São as principais causas de morte entre os homens no Brasil, sendo que as doenças cardíacas, como AVC, arritmia e infarto, estão entre as principais condições que atingem os homens.

Doenças relacionadas às mudanças hormonais: As manifestações que acompanham a diminuição da testosterona do homem ocorrem em forma de alterações da capacidade de ter uma ereção rígida, falta de interesse sexual, mudança do humor, menor atividade intelectual, dificuldade de concentração, irritabilidade, problemas de memória e desorientação espacial.

Obesidade: A obesidade é uma doença que envolve o aumento da gordura corporal, tanto no tecido subcutâneo quanto no tecido visceral, e atinge principalmente os homens acima de 40 anos. A obesidade pode ter causa genética, porém os motivos principais são o sedentarismo e uma dieta rica em gordura e carboidratos.

Saúde mental: A saúde mental é um tema importante na saúde do homem, pois diversos fatores podem causar alterações emocionais, como responsabilidades familiares, frustrações financeiras e problemas no trabalho. É preciso entender que a saúde mental é tão importante quanto a saúde física, e que o tratamento com psicoterapia ou medicamentos pode ser necessário

“A medicina voltada para a saúde masculina está apta para abordar a realidade singular de cada homem e propiciar um melhor acolhimento para promover preventivamente a qualidade de vida. Homens que consultam médicos, fazem exames de rotina, adotam hábitos saudáveis, como alimentação balanceada, prática de atividade física regular, e evitam álcool e tabaco, aproveitam melhor cada fase da vida e se tornam melhor preparados para contribuir com suas famílias e comunidades”, comenta o especialista.

 












Fechar


SnifBrasil é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifBrasil é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifbrasil.com.br.
Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifBrasil, pelo e-mail suporte@snifbrasil.com.br

Seu IP: 3.238.116.201 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)