Hora certa:
 

Notícias

Blau Farmacêutica tem recorde de investimentos no valor de R? 316 milhões e Lucro Líquido impulsionado pela aquisição da Bergamo

A Blau Farmacêutica, uma das principais indústrias farmacêuticas brasileiras do segmento institucional, anunciou seus resultados consolidados para o 3º trimestre de 2023 (3T23) comrecorde de investimentos que totalizaram R? 316 milhões, com destaque de cerca de R? 266 milhões (EUR 50 milhões) investidos na Prothya, uma das 10 maiores empresas de fracionamento de plasma no mundo, e R? 31 milhões em PD&I. A Companhia conseguiu também manter o seu patamar de Receita Líquida, resultado das ações e investimentos realizados nos últimos trimestres, seguindo seu plano estratégico, mesmo em um ambiente de forte competição e cenário macroeconômico global volátil. Outro destaque ficou para o Lucro Líquido de R? 99 milhões, impulsionado pela compra vantajosa do Laboratório Bergamo.
 
“Neste trimestre, iniciamos a integração após aquisição do Laboratório Bergamo, que atua no mercado farmacêutico brasileiro desde 1992, com sinergias a serem capturadas a partir do 1T24, como: alavancagem operacional a partir de processos conjuntos, combinação de portfólio e modelo comercial, utilização de capacidade produtiva disponível, aumento de poder de negociação. Com essa união, passamos a deter um dos portfólios mais completos no segmento onco-hemato, com uma das maiores capacidades produtivas do Brasil e um mercado endereçável total de aproximadamente R? 10,0 bilhões. E ainda, capturamos R? 121 milhões de benefício referente à compra vantajosa de Bergamo”, explica Marcelo Hahn, CEO da Blau Farmacêutica.
 
Ainda em M&A, o investimento na Prothya está alinhada com a sua estratégia de internacionalização, busca de receitas em moedas fortes e verticalização das linhas de produtos estratégicos. “Essa transação permite que a Blau utilize a Prothya como plataforma para a distribuição de nossos produtos na Europa e EUA e, no momento oportuno, e após serem cumpridos determinados milestones operacionais e financeiros, poderemos converter o empréstimo em 20% do capital social da companhia”, destaca o executivo.
 
Já no pilar estratégico de Novos Negócios, a Blau investiu o equivalente a 8% da Receita Líquida em PD&I. E até o início de 2024, a Companhia lançará mais 9 novos produtos, com mercado endereçável total de aproximadamente R? 650 milhões. Segundo Hahn, há um avanço no projeto dos anticorpos monoclonais com a Similis Bio, que está seguindo de acordo com o cronograma estipulado, com instalação dos biorreatores no trimestre e expectativa de recebimentos dos bancos celulares mestres de dois anticorpos monoclonais no 1T24.
 
“Encerramos o 3T23 com uma Receita Líquida de R? 363 milhões, mesmo patamar registrado no 2T23 e 3T22. Ainda que diante de cenário desafiador, neste trimestre, as novas fontes de Receita da Companhia já conseguiram compensar o cenário desfavorável de produtos relevantes do portfólio: novos produtos representaram 11% da Receita Líquida e vêm apresentando crescimento sequenciais nos últimos quatro trimestres”, afirma o CEO da Blau.
 
Plasma

Em relação à verticalização, a operação de coleta de plasma na Flórida (EUA), Hemarus, segue em processo de ramp-up. O Centro LauderHill registrou crescimento sequencial de volume coletado (+42% YoY) e de novos doadores (+6% YoY), com Receita de BRL 7,1 milhões no trimestre (+105% YoY). O Centro North Miami já recebeu todas as licenças necessárias para início de operações e tem sua inauguração prevista para Dezembro/2023. Também foram iniciadas as obras do Centro Flamingo em setembro e o Centro Jacksonville(participação de 25%) também segue com expansão do número de coletas. “Iniciamos a prospecção do 5º e 6º Centros, em regiões que combinam perfil demográfico adequado e baixa presença de competidores”, afirma Marcelo Hahn, CEO da Blau Farmacêutica.
 
Plantas no Brasil

A Blau continua investindo na expansão de capacidade produtiva na nova planta P210 – voltada para produção de medicamentos do dia a dia hospitalar –, o que tem ampliado o volume produzido, reduzido o custo unitário dos medicamentos produzidos e impulsionado o crescimento de Receita da Unidade de Especialidades. Localizada na Sede Operacional da Companhia, em Cotia (SP), a nova planta possui duas linhas de produção de injetáveis com alta velocidade, grande capacidade e potencial para produção de até 12 medicamentos. Já a unidade localizada em Goiás está em processo de ramp-up, passando a operar com três turnos a partir do 3T23, e a planta de IFAs, P400, também está começando obras de expansão, para preparar a Companhia para a produção dos anticorpos monoclonais. Em Pernambuco, a Blau atualizou o cronograma e protocolou o benefício da SUDENE.
 












Fechar


SnifBrasil é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifBrasil é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifbrasil.com.br.
Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifBrasil, pelo e-mail suporte@snifbrasil.com.br

Seu IP: 3.236.142.143 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)