Hora certa:
 

Notícias

Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente e Mölnlycke promovem certificação sobre Melhores Práticas de Prevenção de Lesão Por Pressão

O Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP), em parceria com a Mölnlycke, empresa global em produtos e soluções para o tratamento de feridas, reconheceu 14 organizações de saúde com a certificação do Programa de Reconhecimento em Melhores Práticas para a Prevenção de Lesão por Pressão (LP).

O programa é baseado em referências nacionais e internacionais e direcionado a todas as instituições que priorizam a segurança do paciente. Além disso, visa o engajamento dos profissionais na criação e implementação de estratégias específicas para evitar esse tipo de lesão. Com foco na qualidade do cuidado e na segurança do paciente, a certificação é dividida em três níveis: prata, ouro e esmeralda.

Inicialmente, foi realizada uma avaliação de elegibilidade para as organizações de saúde convidadas. Uma vez consideradas elegíveis, as instituições se propõem a percorrer as etapas de forma progressiva e gradual. O reconhecimento é um recurso que beneficia a gestão da qualidade, assegurando que processos dependentes de múltiplas variáveis estejam implantados e implementados por meio de padronização, protocolos e procedimentos definidos e compartilhados, garantindo assim a constância dos padrões de qualidade da assistência.

A abordagem ao longo do processo de avaliação consistiu na verificação de conformidade para os processos institucionais, boas práticas para o paciente clínico e boas práticas para o posicionamento do paciente cirúrgico, realizadas pela equipe de consultores do IBSP e pela equipe de especialistas da Mölnlycke.

Além disso, a avaliação e análise documental em prontuário quanto à prática da prevenção de lesão por pressão é realizada por meio da metodologia tracer, assegurando um acompanhamento detalhado e criterioso das medidas preventivas implementadas.

O processo de certificação foi realizado em diferentes etapas, com a equipe da Mölnlycke verificando as boas práticas para o paciente clínico e cirúrgico e o IBSP realizando a avaliação da conformidade dos processos institucionais. Durante o procedimento, as instituições participantes foram submetidas a três ciclos de avaliação: um no início do programa, outro após seis meses e o último aproximadamente doze meses após o início.

O processo de certificação contou com quatro consultores realizando as avaliações dos processos institucionais. A Mölnlycke, por sua vez, realizou os tracers do paciente clínico e cirúrgico com aproximadamente cinco especialistas. Já as 14 organizações de saúde que receberam o certificado, implementaram iniciativas que envolvem todo o time de pele criado nas respectivas instituições, composto por uma equipe multidisciplinar com cerca de dez pessoas cada.

"A parceria com a Mölnlycke tem como objetivo impulsionar as melhores práticas de segurança e reduzir os danos evitáveis à saúde. Estamos cientes dos desafios representados pelas Lesões por Pressão (LPs) e reconhecemos aqueles que estão na linha de frente, dedicados a enfrentá-los. Entendemos o trabalho minucioso e o comprometimento necessário de toda a equipe para garantir uma prevenção eficaz", afirma Karina Pires, Fundadora e Diretora de Novos Negócios do IBSP. 

"As Lesões por Pressão (LP) causam sofrimento aos pacientes e podem resultar em internações prolongadas. Estamos comprometidos em exaltar a importância da prevenção dessas condições para garantir um tratamento eficaz e bem-estar. Ao promover o evento de certificação, demonstramos nosso intuito de reconhecer e premiar as instituições que se destacam na adoção de boas práticas para lidar com essa condição, incentivando outras a seguirem o mesmo caminho," explica Pedro Schildknecht, Gerente Geral América Latina da Mölnlycke.

As instituições reconhecidas com o padrão prata são a Casa de Saúde de Campinas e o Hospital Ribeirão Preto (HAPVIDA). Já as premiadas com o padrão ouro incluem o Hospital Promater (RN), Hospital Samaritano Higienópolis (SP), Hospital Monte Klinikum (CE), Hospital Samaritano Paulista (SP), Hospital Pró-Cardíaco (RJ) e Hospital Alvorada Brasília (DF). Por fim, as instituições com o padrão esmeralda são o Hospital Vera Cruz (SP), Hospital Alvorada Moema (SP), Hospital Madre Theodora (SP), Hospital Complexo Barra (SP), Hospital Santa Joana (PE) e Hospital Samaritano Botafogo (RJ).




 












Fechar


SnifBrasil é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifBrasil é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifbrasil.com.br.
Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifBrasil, pelo e-mail suporte@snifbrasil.com.br

Seu IP: 3.238.116.201 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)